A BNCC, OS PROJETOS DA ESCOLA E AS COMPETÊNCIAS PARA O SÉC. XXI

Por que a educação precisa passar por mudanças? Quais profissionais serão fundamentais no futuro? Meu filho aprende como eu aprendi? São muitos os questionamentos sobre uma educação sólida, que prepara para o mercado de trabalho e para as novas necessidades. Nesse cenário, surge a BNCC, Base Nacional Comum Curricular, documento normativo que apresenta um conjunto de competências e habilidades para toda a educação básica e que serve como norteador para a construção dos currículos das escolas.

Algumas mudanças poderão ser observadas nos materiais didáticos como o aprofundamento de conteúdos no chamado currículo espiralado e uma reorganização de objetos de conhecimento e de aquisição de habilidades desde a Educação Infantil, mas algo que chama bastante atenção são as competências gerais da BNCC, que devem nortear todo o processo de ensino e aprendizagem. Muitas escolas ao se depararem com competências como: empatia, autonomia, senso estético, comunicação e repertório cultural, podem se questionar: como posso tornar competências intrínsecas aos processos educativos de maneira sistemática? Talvez seja essa a chave para a valorização, principalmente por parte das famílias e da comunidade, dos projetos pedagógicos.

Projetos pedagógicos estão em nossa rotina há muito tempo, mas com a BNCC poderemos ter a valorização do trabalho com projetos para o desenvolvimento gradual de habilidades e competências. Geralmente, os projetos têm uma maior abertura para que os alunos interajam com a temática (ou problema a ser solucionado) e participem de forma mais autônoma. Nesse contexto, teremos a Aprendizagem baseada em Projetos, a partir da metodologia ativa, algo que também passará a fazer parte da rotina escolar, visto que as metodologias ativas estimulam o processo de aprendizagem em consonância com a realidade das novas tecnologias e educabilidades do século XXI, em que a escola precisa propiciar aos alunos novos espaços de aprendizagem e produção de conhecimento. Os projetos curriculares, que irão compor a parte diversificada dos currículos escolares e de certa forma, serão a identidade da escola, evidenciarão o planejamento de propostas que envolverão colaboração, criatividade, pensamento crítico e comunicação, ou seja , as competências gerais da base.

Um projeto de leitura,por exemplo, em que alunos têm contato com diversas obras literárias, ampliam seu senso crítico, organizam-se em produções teatrais, coreografias, figurinos, organização de espaço, músicas, ampliando o repertório artístico-cultural,desenvolvendo a autonomia, o senso

de pertença a um grupo com um propósito, configura-se como atividade que ajuda a solidificar essas competências da Base.

Quando a escolapropõe turmas olímpicas, em que os alunos entram em contato com certames de diversas disciplinas, muito mais do que aprofundamento em conteúdos, eles estão iniciando reflexões acerca de projetos de vida, do autoconhecimento em busca de planos para o futuro.Outros projetos voltados para a sustentabilidade podem trabalhar a empatia e colaboração, a responsabilidade social enquanto cidadão. A grande questão, então, é o envolvimento da família e comunidade nesse processo, sendo competências difíceis de serem mensuradas e necessitarem de um acompanhamento de todo o projeto, que culmina com resultados a médio e longo prazo, mas que fazem toda a diferença na trajetória escolar e social de cada criança/ adolescente. Apresentar à comunidade bons projetos, formar parcerias para agir de forma positiva no entorno e propiciar boas vivências aos discentes,são os desafios das escolas.

O Ação Colégio e Curso, portanto, tem muito orgulho de seus projetos pedagógicos. Ao longo do ano, os alunos produzem e entram em contato com diversas temáticas, sejam voltadas à valorização da cultura (Nordestino sim senhor), do meio ambiente (Semana do meio ambiente), valores humanos (Despertar), olimpíadas do conhecimento (Matemática, Astronomia, Redação, Ciências) e nosso primeiro grande projeto: o Ler com Prazer, que culmina com lindas apresentações na nossa Mostra Cultural, que acontece do Infantil ao Fundamental, ampliando-se na Bienal do Ensino Médio, trazendo também, a longo prazo e com os ajustes do laboratório de Redação, um excelente desempenho no Enem! Conheça nossa escola, participe desse movimento que será amplificado com a adequação da BNCC, afinal, são 10 anos crescendo com você!

Juliana Diniz

(Coordenadora do Ensino Fundamental)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *